Episódio #41: Gasha Basics – Gêneros dos Animes

Primeiro episódio da nova série do Gasha, intitulada Basics, onde discutimos os fundamentos da industria e pra começar, vamos falar dos gêneros dos animes.

Episódio #41: Gasha Basics – Gêneros dos Animes
Basics

 
 
00:00 / 1:24:29
 
1X
 
Peito ou Bunda
Peito ou Bunda???

Fala pessoal, está no ar o primeiro episódio da nova série do Gasha, intitulada Basics, onde discutimos os fundamentos dos animes e mangás. E pra começar em grande estilo, Renato, Otaking e João Odiador de Re:zero discutem um dos assuntos que mais causam confusão na audiência, a diferença entre Gênero, Demografia e Tema em um anime, seriam Shounen e Isekai gêneros ou podemos classificar estes termos em outra categoria, bem, escuta o episódio pra saber mais sobre os gêneros dos animes e deixa um comentário ou sugestão sobre pra gente.

Gêneros dos Animes – Back to Basics

Prison School

A tabela abaixo apresenta a lista dos gêneros, demografias e temas discutidos no episódio.

GêneroTemaDemografia
Ação
FantasiaJosei
AventuraHistóricoSeinen
ComédiaJogosShounen
DramaArtes MarciaisShoujo
HorrorMechaYuri
RomanceSci-fiYaoi
SuspenseMilitarShounen-ai
MistérioMúsicaShoujo-ai
Slice of LifeParódiaKodomo
Sobrenatural
Pós Apocalíptico
Psicologia
Escola
Harem e Harem Reverso
Esportes
Espaço
Super Poderes
Vampiro
Magia
Garotas Mágicas
Isekai

Referências

Você conhece o grupo dos ouvintes?

Você sabia que o Gasha tem um grupo dos ouvintes no Telegram, acessa lá, só tem fera, tem até grupo de RPG da galera. Para entrar é só clicar no botão aqui embaixo…

Pra finalizar…

Que tal entrar em contato com a gente? Vai lá, manda uma mensagem que a gente lê no programa.

Yare Yare Daze…

Por João Carlos

Carioca, nerd, viciado em cultura pop. Sofreu bastante influência dos animes da saudosa Rede Manchete. Viciado em animes de porrada (A.K.A. Shounens).

5 respostas em “Episódio #41: Gasha Basics – Gêneros dos Animes”

Gasha alta cultura agora.

Sobre o genero “Harem” nem importa se o cara tem uma guria definida, é harem pq todas as mulheres que aparecem na vida do cara ficam de alguma forma atraída por ele.

No love hina, o principal lá queria encontrar a menina que foi amiga dele na infancia e que eles fizeram uma promessa e até a tartaruga era afim dele ahuahuahuahauhaua.

Renato nesse episódio infelizmente não conseguiu e o João tá certo mesmo, tem que deixar o nosso Otaking lutar suas próprias lutas.

Parabéns pelo epi e fico no aguardo de mais um nesse estilo.

Nesse episódio o Renato falou uma coisa errada no final. Na hora que foi falado sobre o Yaoi e o Yuri ele disse que a demografia que eles procuravam eram o público Gay e Lésbico respectivamente, mas na verdade o Yaoi é feito com foco no público hétero feminino e o yuri e feito para o Emerson.
Já li em alguns lugares que esses gêneros tem visões meio fantasiosas e fetichizadas sobre as relações retratadas e por isso as pessoas que supostamente deveria ser a demografia procurada acaba não se identificando.
Fora isso o cast foi muito bom, esperando os próximos agora.

Ia galera, tudo tranquilo? Segura o textão kkkkk

Esse pra mim foi o melhor episódio de vocês, toda essa nostalgia de relembrar os animes enquanto falavam sobre os gêneros é sem dúvida uma sensação muito boa. Tem aqueles animes que você gosta e não conhece ninguém que assistiu e também não recomenda pra ninguém porque muito provavelmente mais ninguém vai gostar (Haiyore! Nyaruko-san pra mim) e os Slice of Lixo da vida, tipo smartphone. Parabéns mesmo, João, Arthur e Renato (e o editor que não sei o nome).

Eu percebi que vocês falam bastante da crynchroll, não vou entrar no mérito daquilo que aconteceu mas eu tentei ver 3 animes por essa plataforma, um deles não tinha sendo que era um dos clássicos, os outros 2 tavam com a legenda pior que discurso da Dilma, tudo errado e atrasado, sendo que se você procurasse o anime do google aparecia com qualidade boa e legenda certinha, o Kaguya-sama era um deles, logo o primeiro episódio tudo cagado, não sei se arrumaram mas não acompanho o crynchroll mesmo, então enfim..

Outro ponto que queria comentar é da Newpop (paga nóis), eles trazem light novel pra cá e isso é bem lega. Eu tenho 6 volumes do Re:Zero que comprei numa tacada só, e o vol 2 e 3 possuí erros grotescos de ortografia e diagramação, chegando a comprometer parágrafos inteiros, entrei em contato com eles e disseram que os mais novos estavam perfeitos porque mudaram o tradutor e diagramados, ta mais e os capítulos cagados que eu já comprei? Enfim, comprar Light Novel é outra coisa que já desisti de fazer devido a isso (também dropei na metade do vol 3 devido a isso), estou com os volumes parados aqui, talvez eu tente vender ou coloco fogo neles. (ou mande pra vocês sortearem, quem sabe).

Vi tambem que o pessoal gosta do Code Geass. Se for a primeira temporada eu entendo, é boa, mas não tem como defender a segunda, aquilo é um desrespeito com o consumidor ilegal de animes. Primeiro que colocam o tal do culto da bruxa (sem referências a re:zero) e todo mistério da imortalidade de uma seita que existe há provavelmente milênios para explodir tudo em 1 epi, e o rei e a rainha se matarem a toa pra um deus estranho porque o lelouch decidiu que eles estavam errados e foda-se…. Ai depois vem o rei loirinho e abre a boca sobre o tal de Geass que o lelouch usa pra controlar todo mundo, e essa parte não faz sentido nenhum porque ninguém lá tinha conhecimento disso, fazendo um paralelo com o cenário político atual é a mesma coisa que chegar no pessoal que apoiou o Bolsonaro e falar que ele ganhou porque tem um poder misterioso que controla a mente das pessoas através do olhar, ai todo mundo aceita e vai tentar mata-lo sem mais nem menos. Cara, é ridículo, até porque os rebeldes já estavam em guerra contra o império e o Lelouch evitou que eles morressem desnecessariamente e criou uma verdadeira revolução, e todo mundo simplesmente aceitou que ele tinha um poder aleatório que ninguém conhecia, ignoraram que só chegaram lá por causa deles muito antes deles sequer vê-lo pessoalmente e tentaram mata-lo. Isso aconteceu porque precisavam do plot pro final, mas ficou uma bosta porque não faz sentido nenhum e conseguiu jogar um balde de merda em cima de todo o esforço magnífico da primeira temporada.

Enfim, um comentário a la Emerson mas com informações úteis. Mais uma vez obrigado pelo trabalho e esforço de vocês, queria que meu pc rodasse Monster Hunter, e um grande abraço.

Ótimo episódio, principalmente para tirar dúvidas e explicar os termos.

Lembrando, todas estas classificações sofrem certa variação de acordo com editora, autor ou estúdio :(. Então não existe uma definição correta, o único parâmetro confiável é que o Arthur normalmente está errado.

No mais, vamos para algumas perguntas:

1) Slice of Life aceita um plot maior se desenvolvendo?

2) Isekai não é exclusivamente uma viagem a um mundo de fantasia, apesar de 99% deles serem, temos alguns exemplos interessantes como Hataraku Maou Sama, onde o protagonista vai para o nosso mundo, e pode englobar também jornadas a mundos de não-fantasia.

3) Como assim esqueceram Hentai 🙂

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.